PORTUGUÊS

Prevenção

GENGIVA SAUDÁVEL

Ao contrário do que pode parecer, a gengivite não é apenas um problema de saúde oral. Mesmo sem sintomas visíveis, até pequenos focos infecciosos podem, por meio da corrente sanguínea, levar bactérias a outros órgãos vitais, gerando sérias alterações cardíacas, pulmonares ou renais. Fatores como stress, má alimentação ou cigarro também costumam contribuir com o problema, que pode ser facilmente evitado com a adoção de hábitos simples.

 

Conheça agora algumas formas práticas de prevenção e diagnóstico da gengivite. E lembre-se sempre de visitar o seu dentista regularmente.

 

Doenças na gengiva. As doenças da gengiva (tecido macio em volta dos seus dentes) manifestam-se como inchaço ou irritação. E são causadas pela placa bacteriana - uma camada invisível que se forma sobre os dentes, rica em toxinas que inflamam as gengivas.

 

Se você não eliminar a placa, escovando os seus dentes e utilizando o fio dental, ela pode aumentar e infeccionar suas gengivas e dentes e o osso que os sustenta. Se não receber o tratamento de um dentista, você pode perder os seus dentes.

 

Os sintomas. Os sintomas da doença nas gengivas nem sempre são fáceis de perceber e podem ser indolores. Quanto mais cedo você detectar a doença nas gengivas, mais fácil será o seu tratamento.

Por isso é importante visitar o seu dentista com regularidade.

 

As doenças nas gengivas se desenvolvem em três estagios:

1. Gengivite.

As gengivas se apresentam inflamadas, podem estar vermelhas ou inchadas e sangrar durante a escovação.

Este é o primeiro estágio das doenças nas gengivas. Você pode sentir as suas gengivas sensíveis e observar sangramento durante a escovação ou ao usar o fio dental. Neste primeiro estágio da doença o problema pode ser revertido através de uma limpeza profissional, seguindo uma rotina diária de cuidados bucais fazendo o uso do fio dental adequadamente.

 

2. Periodontite.

As gengivas se retraem. A placa avança até a raiz, fibras e osso de suporte.

Neste estágio, a placa bacteriana ou o tártaro chega até as raízes dos dentes afetando o osso e as fibras

que mantêm os dentes em seu lugar. As gengivas podem começar a se retrair. Os hábitos corretos de higienização bucal associados ao tratamento profissional são fundamentais para impedir que a doença

se propague.

 

3. Periodontite avançada.

As fibras e o osso que sustentam os dentes são destruídos. Os dentes amolecem, correndo o risco

de extração.

Neste estágio avançado da doença nas gengivas, as fibras e o osso que sustentam os dentes são destruídos. Isso pode fazer com que os dentes saiam do lugar ou amoleçam e a mordida pode

ser afetada. Se não for realizado um tratamento adequado para salvar seus dentes, é possível que eles precisem ser extraídos.

 

Como diagnosticar.

Para descobrir se você tem alguma doença nas gengivas, você deve visitar seu dentista e ele irá analisar a situação de seus dentes e gengivas. Como os primeiros estágios da doença são tratáveis, é importante que você consulte seu dentista se tiver os seguintes sintomas:

 

• Gengivas avermelhadas, inflamadas, inchadas ou sensíveis;

• Gengivas retraídas ou que sangram com facilidade;

• Mudança na maneira como seus dentes fecham na mordida;

• Pus entre os dentes e gengivas;

• Mau hálito ou gosto ruim na boca constantemente.

 

Como prevenir os problemas dentais.

• Primeiro e principalmente: controle o nível de açúcar no sangue. Além disso, cuide sempre de seus dentes

   e gengivas, incluindo visitas ao dentista.

• Escove os dentes com a frequência indicada por seu dentista.

• Escove cuidadosamente seus dentes com uma escova de cerdas macias; evite uma escovação forte, que

  pode irritar suas gengivas.

• Limpe entre os dentes com um fio dental, segundo as indicações do seu dentista. Lembre-se de enxaguar

  a boca em seguida para remover a placa e os restos de alimentos.

• Evite fumar e consumir tabaco. Caso use prótese dental, retire-a e escovea todos os dias.

• Lembre-se de informar seu dentista sobre qualquer mudança em seu estado e sobre qualquer

  medicamento que esteja tomando.

 

A gengivite e o diabetes.

Fique atento. Quem é diabético tem uma propensão maior a doenças da gengiva. E mais: a gengivite, como toda infecção, pode provocar aumento no nível de açúcar e tornar o diabetes uma doença mais difícil de controlar. Converse com seu dentista sobre outros problemas bucais, como infecções causadas por fungos que crescem na boca e o ressecamento da boca (causado por alguns medicamentos), que pode causar úlceras, infecções e cáries.

 

Para obter mais informações sobre saúde dental, consulte seu dentista ou médico.