Orientação Médica Orientação Odontológica Orientação Nutricional Atividade Física
Jornal Omint
/ Falando em Saúde - Orientação Nutricional - Recomendações Nutricionais

 

Recomendações Nutricionais para Diabetes Mellitus

O diabetes constitui, atualmente, um dos mais importantes problemas de saúde em todo o mundo, principalmente nos países em desenvolvimento.
Caracterizado pelo aumento das taxas de açúcar no sangue, devido à deficiência ou ausência na produção ou mesmo devido a resistência a ação da insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, o diabetes representa um dos principais fatores de risco para as doenças cardiovasculares.

O diabetes mellitus pode ser classificado como:

Diabetes tipo 1: conhecido como diabetes juvenil, ou insulino dependente pois geralmente aparece antes dos 30 anos de idade, é caracterizada pela impossibilidade do organismo em produzir insulina, necessitando esses pacientes de suplementação freqüente desse hormônio. Geralmente os pacientes são magros e o início dos sintomas ocorre de forma repentina, com perda de peso, aumento do apetite , da sede e do volume urinário.

Diabetes tipo 2: também conhecido como não insulino dependente, forma mais frequente, representando 80% dos casos, quase sempre associada à obesidade. Caracteriza- se inicialmente por resistência à ação da insulina e posteriormente por redução da sua produção, levando a alterações no metabolismo de carboidratos. O controle desse tipo de diabetes pode ser através de dieta, regulando-se a ingestão de carboidratos ou com introdução associada à dieta, de medicamentos, como hipoglicemiantes orais. Não são absolutamente dependentes de insulina.

A orientação nutricional é um dos principais aspectos no tratamento do diabete, sendo a dieta um componente de grande importância para o controle da doença.

O principal objetivo da conduta dietoterápica, é auxiliar o paciente com diabete a manter a glicemia o mais próximo possível do valor normal, manutenção do peso ideal e atender às necessidades de calorias e nutrientes .

O plano alimentar do paciente diabético visa uma maior restrição no consumo de carboidratos.
Os carboidratos são classificados em simples e complexos. Os carboidratos simples : glicose, sacarose, frutose, maltose e lactose são encontrados no mel, açúcar e doces em geral, nas frutas, sendo a lactose encontrada exclusivamente no leite e derivados.

Os carboidratos complexos: amido, maltodextrina, celulose e hemicelulose, são encontrados nos cereais, massas, pães e tubérculos (mandioca, mandioquinha, cará, etc), grãos, sementes e legumes respectivamente.

Devido a absorção intestinal dos carboidratos simples ser muito rápida, devemos restringir o consumo, para que não ocorra aumento brusco da glicemia. Recomendamos que substitua esses por adoçantes e preparações dietéticas. Os adoçantes indicados são: ciclamato, sacarina, aspartame, sucralose e acessulfame K. Já a frutose tem o mesmo valor calórico do açúcar, não sendo recomendada o seu consumo como adoçante.

Os carboidratos complexos poderão ser consumidos moderadamente, evitando exageros. A ingestão dos alimentos desse grupo deverá ser controlada e balanceada.

Dicas para controlar os níveis de glicemia:

1- Não consumir mel, açúcar simples e doces preparados com açúcar. Substituí-los por adoçantes artificiais e doces dietéticos, com moderação.

2- Controlar o consumo de massas, pães e cereais, evitando 02 carboidratos na mesma refeição, como: arroz e macarrão, arroz e batata, macarrão e pão.

3- Incluir as fibras na alimentação, através do consumo de verduras, legumes, frutas e cereais matinais sem açúcar. As frutas poderão ser consumidas até 4 unidades por dia.

4- Evitar o consumo de sucos de frutas concentrado e refrigerantes. Substituí-los por refrigerantes diet/light, sucos naturais diluídos e sucos artificiais sem açúcar lembrando sempre de controlar as quantidades.

5- Evitar o consumo de biscoitos amanteigados, recheados, waffles, polvilho, croissant, chocolate, balas e sorvete.

6- Evitar o consumo de bebidas alcoólicas. Devemos lembrar que a ingestão de álcool em portadores de diabetes deverá ser criteriosamente avaliada pelo profissional de saúde e particularmente, alertar sobre os riscos de hipoglicemia.

7- No preparo dos alimentos, utilizar óleos vegetais como: soja, milho, girassol, canola e oliva. Evitar bacon, banha , gordura de coco e azeite de dendê

8- Para temperar os alimentos utilize: sal, alho, cebola, salsinha, vinagre, limão e ervas aromáticas.

9- Fracionar a dieta em 5 a 6 refeições diárias, ou seja pouca quantidade e volume reduzido, evitando assim quedas bruscas ou aumento da glicemia.

10- Evitar o consumo de gorduras de origem animal e frituras em geral. Procure manter os níveis de colesterol e triglicérides normais, pois o risco de doença cardiovascular no diabético é maior.

Para facilitar a elaboração de seu cardápio diário com relação às quantidades dos alimentos e seu respectivo grupo que poderão ser consumidos, foi elaborada uma pirâmide alimentar. ( Fonte: FSP-USP, Sônia T. Philippi, 1999).
Cada nível da pirâmide representa um grupo de alimento com número de porções recomendado.
 

 

 
LEGENDA - PIRÂMIDE

1. AÇÚCAR REFINADO ( proibido)

* consumir apenas adoçantes e produtos dietéticos

ÓLEOS E GORDURAS ( 2 porções):

* 1 colher (sopa) de óleo de soja, girassol, milho, canola, azeite ou margarina cremosa

2. LEITE E DERIVADOS ( 3 porções):

* 1 ½ fatia queijo fresco
* 1 ½ copo de leite
* 1 copo de iogurte natural ou diet

3. CARNES, PEIXES, AVES E OVOS ( 1-2 porções):

* 1 bife pequeno
* 1 filet de frango pequeno
* 1 filet de pescada
* 2 ovos cozidos

4. LEGUMES E VERDURAS ( 4-5 porções):

* 4 rodelas de tomate
* 3 colheres de abobrinha cozida
* 10 folhas de alface

5. FRUTAS (3-4 porções):

* 1 laranja
* 1 fatia de mamão
* 1 pera
* 1 maçã
* 1 banana
* 1 fatia de melão
* 10 bagos de uva

6. CEREAIS, PÃES E TUBÉRCULOS (5-9 porções):

* 4 colheres (sopa) de arroz
* 1 pão francês
* 1 ½ batata cozida
* 5 unidades de bolacha cream craker
* 2 pegadores de espaguete

Equipe de Nutrição do Hospital do Coração Supervisionada pela Nutricionista Rosana Perim Costa.