Independência financeira: conheça os caminhos para conquistá-la

Para muitos, conquistar a independência financeira é sinônimo de tranquilidade e futuro seguro, mas o que é preciso para chegar lá?

Publicado por administrador

15 de junho de 2022

Ao pensar no futuro, como você imagina a sua vida financeira? Alguns sonhos comuns são: não estar endividado, possuir renda suficiente para viajar, manter equilíbrio entre ganhos e gastos e se dedicar a alguma atividade prazerosa, que não seja necessariamente um emprego fixo.

Tão comum quanto esses sonhos são as dúvidas sobre como alcançá-los. Para isso, deve-se, primeiro, entender o que é independência financeira, para, então, conhecer alguns caminhos que coloquem você nessa rota, além de contar com muito planejamento e disciplina. Neste texto falaremos mais sobre:

1. O que é independência financeira?
2. Como alcançar a independência financeira?
3. Dicas para se planejar

Acompanhe até o final e prepare-se para conquistar os seus objetivos.

 

O que é independência financeira?

A tão falada independência financeira muitas vezes é associada a ter negócio próprio, riqueza, a falta de dívidas ou ao equilíbrio entre ganhos e gastos mensais. Mas pode-se dizer que independência financeira é o momento em que as finanças pessoais estão equilibradas a ponto de você poder viver no estilo e no padrão desejados sem depender de um trabalho e sem comprometer o patrimônio existente.

Os especialistas costumam falar de diferentes fases ou estágios para ser independente financeiramente. Conheça alguns:

 

Independência de curto prazo

Esse tipo de independência financeira tem prazo de validade curto. Significa que a pessoa tem a condição de viver sem trabalhar ou sem a necessidade de uma fonte de renda única mensal para ficar entre dois meses e um ano usufruindo apenas das suas reservas.

Nesse período, a pessoa tem reserva de emergência para não acabar contraindo dívidas caso algo inesperado aconteça.

 

Independência de dívidas

Dívidas são o oposto de independência, afinal elas aprisionam, comprometem parte da renda e impedem novos planos e sonhos.

Portanto, sair das dívidas é uma tarefa essencial para ser independente financeiramente. Esse estágio é atingido quando já não existem mais parcelas ou dívidas que comprometam parte da sua renda e gerem os temerosos juros.

 

Independência de emprego

Nesse estágio não há mais a dependência de um trabalho.

É uma fase de liberdade, pois não se está mais condicionado a uma fonte de renda única. Mesmo que a pessoa esteja sem um emprego ou fonte de renda fixa, há outra alternativa financeira que a permite manter o padrão de vida desejado.

Investimentos geralmente são a segunda fonte de renda para quem está nessa jornada rumo à independência financeira.

Essa autonomia é importante para quem deseja mudar de carreira ou fazer uma pausa em seu emprego para se dedicar a uma tarefa ou projeto, como a chegada de um bebê.

 

Independência financeira completa

Esse é o grande objetivo. Significa que é possível custear todo o seu padrão de vida apenas com a renda passiva, fruto de seus investimentos e ações.

Nessa fase, seus custos são menores do que os retornos de proventos existentes e ainda é possível reinvestir parte de seus lucros para aumentar o patrimônio e reforçar a segurança financeira.

 

Como alcançar a independência financeira?

Muitas pessoas se perguntam se é possível alcançar a independência financeira sendo CLT ou apenas contando com um único emprego.

Sim, é possível! Mas é importante se planejar e conhecer muito bem o seu orçamento.

Aliás, o primeiro passo para caminhar na jornada rumo à independência é ter total controle de todas as suas finanças.

Uma pessoa que tem um estilo de vida que lhe consome R$ 30 mil por mês precisará de um planejamento diferente do feito por quem gasta em torno de R$ 15 mil mensalmente.

Por esse mesmo motivo, não há como dizer um número mágico ou valor exato que significa que, ao atingi-lo, a pessoa está garantida. Tudo depende da situação financeira individual.

A solução é se organizar e encontrar investimentos que possam render os lucros passivos necessários para que você não precise depender apenas do trabalho.

 

Dicas para se planejar

Quer ter uma aposentadoria tranquila ou até mesmo a liberdade de aproveitar a vida? Conheça dicas para alcançar a independência financeira.

 

• Planejamento e organização

Sem dúvidas – e com a chancela de especialistas em finanças pessoais – o primeiro passo é organizar as suas finanças.

Prepare um orçamento detalhado, faça uma planilha ou use softwares e aplicativos existentes e disponíveis na internet para anotar todos os seus gastos e ganhos mensais, até mesmo os docinhos e cafés depois do almoço.

Com todos esses dados compilados, você terá a visão completa do seu orçamento e identificará para onde está indo a maior parte do seu dinheiro e quais são as oportunidades para reduções e cortes de gastos.

Essa organização já mostrará quanto economizar e o montante necessário para atingir a independência financeira.

 

• Defina metas

Seja objetivo, crie metas específicas e realistas para que você consiga alcançá-las.

Determine objetivos de curto, médio e longo prazo. No curto prazo, que deve acontecer em cerca de um ano, você pode decidir investir pequenas quantias ou eliminar parcelas, por exemplo. Já para médio e longo prazo, pense em investimentos maiores que lhe darão condições de viver apenas dos rendimentos.

 

• Tenha reserva de emergência

Você sabia que, segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), em 2017 mais da metade dos brasileiros não possuía reserva financeira para imprevistos e emergências?

É essencial que essa reserva de emergência esteja disponível para ser utilizada. Caso esteja aplicada, precisa ser de fácil resgate.

 

• Invista para usufruir

Além da organização e de estabelecer metas, também é possível pensar em conquistar a independência financeira por meio dos investimentos.

Com as finanças controladas e a reserva de emergência sólida, é o momento de buscar auxílio especializado para encontrar os melhores investimentos para o seu perfil e os seus objetivos.

 

• Segurança para o futuro

Quando falamos sobre independência financeira, não podemos deixar de fora a sucessão de patrimônio, que por sua vez nos leva ao tema seguro de vida.

Quem quer fazer um planejamento financeiro sólido não pode hesitar em buscar a contratação dessa solução na sua lista de prioridades.

Se você quer saber tudo sobre esse tema, leia também o texto:  “Seguro de vida: existe o melhor momento para contratar?”

 

Conclusão

Ter a autonomia, a tranquilidade ou até mesmo a aposentadoria que você sonha é possível.
Com planejamento, constância e os investimentos certos, sua fonte de renda pode ser multiplicada e, assim, você poderá chegar à independência financeira.

Deixe seu comentário

Comentário enviado para a moderação.

Por favor aguarde!

Assine nossa Newsletter

E-mail cadastrado com sucesso