Como anda a sua saúde financeira?

É preciso cuidar para que as dívidas não virem uma preocupação constante

Publicado por administrador

17 de maio de 2022

Você conhece o conceito de saúde financeira? Bem, sabemos que, independentemente da pauta em questão, ao falarmos de saúde, estamos falando de coisa séria para a qual precisamos dedicar cuidado e atenção.
Essa lógica também se aplica quando se trata de saúde financeira.

E aqui não vamos falar sobre grandes montantes de dinheiro, mas sobre como é preciso estabelecer uma boa relação entre ganhos e gastos. Afinal, viver no limite do crédito com dívidas acumuladas e pouca quantia na conta bancária gera estresse, pode reduzir a sua produtividade no trabalho e afetar a saúde mental.

No fim das contas, você vai notar que estar com a saúde financeira bem equilibrada é importante para uma vida mais saudável e com mais qualidade.

Nesse sentido, vamos seguir o texto falando mais sobre:

1. O que é saúde financeira?
2. Por que é importante cuidar da sua?
3. Qual o impacto do endividamento na produtividade?
4. Como sei como anda a minha saúde financeira?
5. Como fazer para manter a boa saúde financeira?

Acompanhe até o final para entender tudo sobre o tema e como ele afeta pessoas e empresas.

 

1. O que é saúde financeira?

Vamos começar pelo conceito de saúde financeira, que, como dissemos acima, não é apenas ter muito dinheiro.

Saúde financeira pessoal é o termo que designa um conjunto de características que cada um tem e que define como lida com o seu dinheiro. É um termo relacionado com hábitos e comportamentos que provem que as pessoas estejam com as finanças em equilíbrio.

Ter uma boa saúde financeira significa que aquilo que a pessoa recebe ou tem de reserva é suficiente para arcar com os compromissos financeiros, ter controle e disciplina com seus gastos, alguma segurança para o futuro e liberdade para aproveitar metas e desejos para a vida.

É um passo muito importante para, no futuro, ter uma independência financeira , por exemplo.

 

2. Por que é importante cuidar da sua?

Quando estamos com a saúde física em boas condições aproveitamos mais a vida, ficamos mais dispostos e tranquilos, não é mesmo?

A saúde financeira pessoal equilibrada também nos traz esses benefícios, além de nos dar mais condições de experimentarmos o que o dinheiro pode oferecer, como realizar um sonho, comprar algo que desejamos ou investir para o futuro.

Quando temos um problema financeiro, essa agonia não nos deixa em paz e ocupa todos os nossos pensamentos.

Pesquisa realizada pela Onze em 2021 – chamada “Estresse financeiro dos brasileiros” –, mostrou que 71% dos entrevistados têm como sua maior fonte de preocupação o dinheiro, acima até mesmo de questões como a violência e a saúde – atente-se que à época da pesquisa ainda estávamos em meio a uma pandemia.
Estar com a saúde das finanças em boas condições significa dormir melhor, trabalhar mais concentrado e ter mais tranquilidade na sua rotina.

 

3. Qual o impacto do endividamento na produtividade?

Se essa preocupação impacta tanto em nossa saúde mental, também reflete em nossas atividades cotidianas. Por isso, a saúde financeira também é pauta para os times de. Afinal, quando as finanças pessoais vão mal, a preocupação aumenta e a produtividade cai.

Ou seja, se muitos colaboradores do seu time estiverem em maus lençóis de dívidas, a produção da empresa será afetada.

O estresse financeiro pode chegar a causar mais faltas, ansiedade e depressão, e assim uma questão que seria individual ou da família ganha âmbitos coletivos.

Citando mais uma vez a pesquisa da Onze, que mencionamos no item anterior, ela identificou que das pessoas que disseram que o dinheiro é sua maior preocupação, 25% responderam que precisaram resolver pendências relacionadas ao longo do dia, 35% perderam o foco por causa da preocupação e 14% se tornaram mais mal-humoradas. Todos esses dados indicam que o clima organizacional poderá ser afetado e o desempenho individual será menor.

As empresas podem colaborar para melhorar o quadro, além de buscar oferecer uma remuneração adequada e competitiva – como falamos, ter saúde financeira não é apenas uma questão de montante de dinheiro. Portanto, uma forma efetiva de colaborarem para mitigar esses problemas no seu time é por meio do investimento em educação financeira.

Cursos, orientações, explicações e ferramentas que eduquem os colaboradores a desenvolverem uma relação mais saudável com finanças são boas opções.

 

4. Como sei como anda a minha saúde financeira?

Bem, se você está imerso em problemas com dívidas e contas atrasadas, talvez seja indício de que ela não anda tão bem.

Portanto, para saber como está a sua saúde financeira, avalie a sua relação com o dinheiro e questione:

• Gasto mais do que eu ganho?
• Consigo planejar meus próximos gastos?
• Tenho mais dívidas do que consigo pagar?
• Não consigo guardar dinheiro?
• Não tenho reservas de emergência?
• Todos os meses me pego escolhendo quais boletos vou pagar?

Se a maioria das respostas for sim, é preciso que você se dedique a buscar equilibrar a saúde das finanças pessoais.

Sinais de que a vida financeira está indo bem incluem estar no controle de suas contas, conseguir fazer planos, ser capaz de lidar com imprevistos financeiros e ter flexibilidade para fazer escolhas que envolvam dinheiro.

 

5. Como fazer para manter uma boa saúde financeira?

Confira algumas boas práticas que podem ajudar você a ter mais disciplina e organizar a sua saúde financeira.


Estilo de vida alinhado

É importante que o seu estilo de vida esteja adequado aos seus ganhos, ou seja, gastar apenas o que é possível.

Evite comprar por impulso e tenha como limite de gastos não extrapolar uma quantia que impeça de arcar com os seus compromissos financeiros e as compras que realiza.


Planejamento em dia

Conheça bem as suas finanças: saiba quais são as suas contas fixas, os gastos esporádicos e as datas de pagamento para não incorrer taxas e juros. Enfim, controle todos os custos para evitar que boletos se acumulem.

Criar uma rotina de planejamento lhe dará mais consciência sobre as possibilidades e os limites das suas finanças, ajudando você a ser mais disciplinado ao lidar com elas.


Que tal economizar?

Antes de sair fazendo compras a prazo com diversas parcelas, que tal usar esse valor para começar uma reserva de emergência?

Sempre pergunte se aquele objeto é necessário, se está em boas condições de preço ou se não seria melhor guardar o valor equivalente agora para então poder usar melhor mais tarde.

Evitar desperdícios ajuda na construção da saúde financeira.

Assim, com ela em dia, sua saúde mental estará mais bem cuidada e você poderá caminhar para uma vida com mais qualidade.

Além de todas as dicas citadas acima, uma das opções para garantir ainda mais a sua saúde financeira é a contratação de um Seguro de Vida Individual. Afinal, o que muita gente pode não saber é que o beneficiário do Seguro de Vida é o próprio titular, com coberturas e assistências para serem usadas em emergências. Dessa forma, mais uma forma de garantir a sua saúde financeira.

A Omint possui opções de Seguro de Vida que se adequam ao seu momento de vida. Conheça melhor nossas opções aqui e converse com um corretor, e escolha a melhor opção para você.

Deixe seu comentário

Comentário enviado para a moderação.

Por favor aguarde!

Assine nossa Newsletter

E-mail cadastrado com sucesso