Jornal Omint | Viagem e Cultura |

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedIn
10 janelas que dá gosto ver

Assim como os olhos, as janelas ligam o mundo aqui dentro com o mundo lá fora – e às vezes, mais do que apenas funcionais, elevam essa função ao estado da arte.

20/08/2018

10 janelas que dá gosto ver

 

Assim como os olhos, as janelas ligam o mundo aqui dentro
com o mundo lá fora – e às vezes, mais do que apenas funcionais,

elevam essa função ao estado da arte.

 

por Gabriela Aguerre

 

 

Explora Patagonia, Chile

 

O Maciço del Paine em um instante que nunca se repete: o agora. É assim a janela da suíte Exploradores, uma das 49 acomodações do hotel Explora, na Patagônia chilena, entre as montanhas, geleiras, lagos e trilhas do Parque Nacional Torres del Paine. Nessa região privilegiada do planeta, o viajante percorre a paisagem em passeios a pé, a cavalo ou de van – ou, como aqui, a paisagem vem até ele, bastando olhar para fora.

www.explora.com/pt-br/hoteis-e-passagens/explora-patagonia

 

 

Grand Canyon Lodge, EUA

Esse visual do mais famoso parque nacional dos Estados Unidos é servido de bandeja no salão principal do Grand Canyon Lodge, que oferece pouso aos viajantes e aventureiros desde 1928. Os quartos com vista gloriosa para os despenhadeiros, claro, são os mais procurados – é preciso reservar com certa antecedência. E a primazia deverá ser exercida entre maio e outubro, período em que essa seção do parque é aberta aos visitantes.

www.grandcanyonforever.com

 

 

Hotel Paris, Praga, República Tcheca

 

As duas torres pretas da Igreja Nossa Senhora de Týn quase podem ser tocadas com a mão – ao menos é essa a impressão que se tem a partir da cama da suíte Mucha, uma das opções mais exclusivas do Hotel Paris, em Praga. Situado a poucos quarteirões da praça principal da Cidade Velha, o hotel construído em 1904 tem estilo neogótico com elementos do Art Nouveau, além de chamativas obras de arte, que remetem à nostalgia do início do século 20.

www.hotel-paris.cz

 

 

Mashpi Lodge, Equador

 

Esse hotel de selva fica em uma reserva particular, recebe apenas 47 hóspedes por vez e proporciona uma verdadeira imersão na natureza: em quase todos os ambientes, vidro do teto ao chão faz os hóspedes sentirem-se como que dentro de uma enorme crisálida no meio da floresta. Não por acaso, o Mashpi está na seleta lista Unique Lodges of the World, da National Geographic. E fica a apenas 3 horas do centro histórico de Quito, de carro.

www.mashpilodge.com

 

 

Palazzo Manfredi, Roma

 

Hospedar-se na suíte Colosseo do Palazzo Manfredi é estar frente a frente com o símbolo maior do Império Romano – e uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo. Se ainda ocorressem batalhas dentro do famoso anfiteatro, seria possível acompanhar da janela. A construção remonta ao século 17, mas foi apenas em 2002 que o antigo palácio foi transformado em hotel-boutique. Tem apenas 16 quartos e restaurante com uma estrela Michelin na cobertura.

www.palazzomanfredi.com

 

 

Ritz-Carlton Millenia, Cingapura

 

Janelas octogonais que se projetam em direção ao skyline, com a Singapure Flyer e a Marina Bay no campo de visão – e tudo isso observado a partir de uma banheira de hidromassagem. Que tal? A panorâmica foi obtida em uma das suítes Premier, nos bem desejados andares mais altos do hotel. Mas haverá sempre vistas espetaculares aguardando os hóspedes lá em cima, no terraço, onde funciona um restaurante e lounge.

www.ritzcarlton.com/en/hotels/singapore

 

 

Serafina Grand Canal, Veneza

 

A moldura faz toda a diferença na hora de apreciar o quadro – pelo menos neste caso… Arcos e colunas ornamentadas criam o entorno perfeito para a catedral Santa Maria della Salute, que vista de uma das salas desse antigo palazzo, parece fazer parte da decoração. Às margens do Grande Canal, cobiçado endereço em Veneza, o apartamento tem dois andares, quatro quartos e quatro banheiros. É alugado por temporada.

www.veniceprestige.com/property/v262-serafina-grand-canal/

 

 

 

Shangri-La Hotel, Paris

 

Todos queremos acordar, um belo dia, e ter um cenário assim na janela. Trata-se da suíte Chaillot, luxuosa opção no quinto andar de um palacete que, no fim do século 19, pertencia ao príncipe Roland Bonaparte, neto de Napoleão. Com a Dama de Ferro diante dos olhos dia e noite, os hóspedes não demoram a perceber que as cortinas são quase desnecessárias. Fica a poucos metros do Jardin des Tuileries, em pleno 16ème arrondissement.

www.shangri-la.com/paris/shangrila

 

 

 

Sofitel Ipanema, Rio de Janeiro

 

Sucessor do tradicional hotel Caesar Park, o gigante de 223 quartos tem vistas notáveis para alguns cartões-postais do Rio. Entre os andares 5 e 10, as janelas dos quartos privilegiam a cidade. Nos andares mais altos, o mar também compõe a paisagem. Da janela do lounge, no rooftop – também aberto a visitantes –, o Morro Dois Irmãos é como um quadro na parede.

www.sofitel.com/pt-br/hotel-8941-sofitel-rio-de-janeiro-ipanema-ex-caesar-park/index.shtml

 

 

 

The Oberoi Amarvilas, Agra, India

 

A visão frontal do Taj Mahal, em simetria com as portas do terraço, é uma distinção reservada aos hóspedes da Kohinoor, uma das sete suítes desse hotel em Agra, norte da Índia. À noite, uma suave silhueta do palácio se insinua no horizonte. A cama fica de frente para a janela – e até da banheira é possível apreciar essa que é uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo.

www.oberoihotels.com/hotels-in-agra-amarvilas-resort