People Analytics: a inteligência de dados aplicada na gestão de pessoas

A metodologia permite otimizar processos e auxilia o RH a ser mais estratégico

Publicado por administrador

14 de abril de 2022

O Big Data já se estabeleceu nos diversos mercados e é aplicado em muitas áreas, como Vendas, Publicidade e Saúde. Hoje, vamos falar sobre sua utilidade na gestão de Recursos Humanos por meio de uma metodologia chamada People Analytics.

Neste texto você vai entender:

O que é People Analytics
Quais as etapas da metodologia
Quais as vantagens e benefícios do People Analytics
Como fazer a implantação nas empresas

Saiba mais sobre como as análises podem deixar as decisões sobre o seu capital humano muito mais estratégicas.


O que é People Analytics

People Analytics, que em português podemos chamar de análise de pessoas, é uma metodologia utilizada para a gestão de pessoas nas empresas. Ela funciona por meio de métricas, dados e análises comportamentais.

O objetivo é oferecer uma visão mais estratégica sobre os colaboradores, seu papel e desempenho nas corporações a fim de reduzir a rotatividade, reter talentos, aumentar a satisfação do time e melhorar o ambiente na empresa.

A base do processo de People Analytics é uma aplicação de preceitos de Business Intelligence na gestão de recursos humanos.

Ao falarmos da tomada de decisão sobre pessoas, é comum que o principal critério seja a intuição ou o conhecimento empírico. Porém, embora as experiências sejam muito valiosas e a intuição não deva ser descartada, sabemos que para o desenvolvimento focado em futuro a inteligência em dados pode fornecer um caminho para evolução.


Quais as etapas da metodologia

A metodologia de análises de pessoas conta com 4 etapas em sua aplicação. Confira a seguir.


1.Coleta de dados
É nesse momento que insumos, dados e informações a serem utilizados são coletados.
Os dados podem ser originados em redes sociais, pesquisas de clima, monitoramento de engajamento e dados de currículos, por exemplo. Há empresas que monitoram chats e medem até a temperatura corporal dos colaboradores para identificar mudanças de humor em sua equipe.


2. Cálculo
Nessa etapa todos os dados coletados serão compilados e calculados para serem analisados. Quanto mais dados, maiores as possibilidades de cruzamentos e análises.


3. Análise
Com os dados contabilizados, é hora de analisá-los e encontrar as respostas que o time de gestão de pessoas precisa. É nessa fase que se traduz toda a importância do People Analytics.

São essas avaliações que guiarão as decisões a serem tomadas por meio das tendências traçadas ou dos problemas identificados.

Entre os tipos de análises mais comuns para o People Analytics, destacamos quatro: descritiva, de diagnóstico, preditiva e prescritiva.

Análise descritiva: Olha para o passado e tem como objetivo responder: o que aconteceu?

Análise de diagnóstico: Explora as causas e responde: por que isso aconteceu?

Análise preditiva: Antecipa o futuro e responde: o que pode acontecer?

Análise prescritiva: Levanta hipóteses: o que aconteceria se tomássemos tal caminho?


4. Modelagem
É o cruzamento de dados analisados para descobrir as correlações entre os eventos. Por exemplo: é possível ver se o volume de licenças médicas está em tendência de alta em um mesmo período ou ainda se há correlação entre as escolaridades dos colaboradores e seus cargos e salários.

 

Quais as vantagens e os benefícios do People Analytics

Se há um interesse em fazer da empresa um lugar melhor, por que não investir em tecnologias e metodologias que contribuam para o seu desenvolvimento?
Independentemente da cultura organizacional adotada pela sua corporação, é preciso admitir que todo trabalho realizado é feito por pessoas. Portanto, entender como está a relação dessas pessoas com a empresa e entre si é uma fonte de dados preciosa para impulsionar engajamento, comprometimento e bem-estar, que no fim trarão resultados melhores.

Empresas de todos os tamanhos podem usufruir dos benefícios do People Analytics. Com o volume de dados coletados e armazenados, é possível ter mais insights em menos tempo e que serão mais assertivos do que os “achismos”.

Entre os ganhos e vantagens da metodologia, destacamos a gestão facilitada e a evolução individual, que passa a ser mais rápida. Mas vamos fazer uma lista de mais alguns benefícios para que você possa entender com mais amplitude o que as análises podem proporcionar.

Recrutamento e seleção mais coerentes

Com a inteligência de dados durante o processo de recrutamento e seleção, dá para identificar as necessidades exatas da empresa e que tipo de recurso é necessário, além de conseguir identificar se os candidatos têm fit cultural com a empresa. Com o People Analytics no processo de recrutamento e seleção seu resultado será mais assertivo e rápido.

Contratações mais alinhadas

O resultado do processo de seleção mais assertivo são contratações mais alinhadas com as expectativas, tornando o trabalho mais atraente para o recém-contratado e mais encaixado com as necessidades da empresa.

Decisões estratégicas

Uma decisão bem embasada geralmente é mais frutífera do que um palpite, não é mesmo? Com os dados em mãos, o time de gestão de pessoas terá capacidade para ser mais estratégico. Uma vez que os dados estiverem sistematizados e as análises, que mencionamos, realizadas, a previsão de problemas e correção de erros podem ser feitas com muito mais agilidade e inteligência.

Retenção de talentos

O turnover é um conhecido vilão das empresas e do clima organizacional. Com a aplicação da metodologia do People Analytics desde o processo seletivo – passando pela efetivação da contratação e pelo acompanhamento de desempenho cotidiano –, os gestores conseguem acompanhar os colaboradores.

Sendo assim, desde o início as expectativas estarão mais alinhadas e os colaboradores mais compatíveis com as necessidades e a cultura organizacional, o que resultará em mais satisfação e melhor desempenho dos seus talentos, aumentando a capacidade de retenção.

 

Como fazer a implantação nas empresas

Agora que você já entendeu que uma gestão por meio do People Analytics pode trazer muitos benefícios para as empresas, que tal saber mais sobre o processo de implantação da metodologia?

Há algumas dicas e pontos importantes para que esse processo, que pode ser usado em empresas de todos os tamanhos, seja aplicado.
O mais importante é ter acesso aos dados, que são o coração de toda a metodologia.

Qual o objetivo?

Ao estar aberta para a aplicação da metodologia, a empresa precisa identificar o que deseja por meio do People Analytics. Dentro da variedade de elementos que envolve as tarefas do RH, em qual aspecto o time de gestão de pessoas pretende focar? Qual a prioridade?

Por exemplo, se a empresa deseja reduzir o turnover, os passos seguintes serão pensados a partir dessa premissa.

Encontre ferramentas

A partir do objetivo, procure no mercado ferramentas compatíveis com o tamanho, o orçamento da empresa e os objetivos traçados. Existem softwares e outras soluções disponíveis que podem auxiliar e automatizar as etapas de coleta, modulação e análise.

Colete os dados

Com os objetivos traçados e as ferramentas disponíveis, inicie a montagem do seu banco de dados do People Analytics. Lembre-se de buscar por dados que respondam às problemáticas traçadas em seus objetivos.

Envolver os gestores e colaboradores é muito importante para atingir os resultados desejados. Dessa forma saiba que é preciso investir em comunicação para melhorar a participação de todos.

Análise e respostas

Com os dados em mãos, faça as análises, as correlações e os cruzamentos possíveis para chegar às respostas mais concretas.

Vamos voltar ao exemplo do turnover. Ao rodar a pesquisa, você percebeu que mais de 70% dos participantes indicaram que se sentem sem oportunidades na empresa. É possível correlacionar esse dado com o seu índice de pedidos de desligamento?

São esses nexos causais que indicarão os caminhos para a estratégia. Nesse sentido esse é o momento mais trabalhoso, mas também o mais esclarecedor do processo do People Analytics.

Ações para a resolução

Nesse momento, as conclusões encontradas a partir dos dados são transformadas em insights para a criação de políticas, programas, ações e processos que auxiliem na transformação do quadro problemático ou na sua prevenção.

Monitoramento

Periodicamente monitore as ações e atualize os dados a fim de acompanhar se as tarefas executadas estão dentro do esperado.

Conclusão

O time de Recurso Humanos é essencial e estratégico na condução de uma empresa por sua enorme capacidade de avaliação sobre oportunidades de transformação.

Munido de informações, suas ações passam a ser mais inteligentes, seguras e corretas, resultando em desenvolvimento individual para todos os colaboradores e melhores desempenhos nos negócios.

Deixe seu comentário

Comentário enviado para a moderação.

Por favor aguarde!

Assine nossa Newsletter

E-mail cadastrado com sucesso