Inovação nas empresas: por que é importante e como ela beneficia o seu negócio?

Entenda como a inovação pode ser uma aliada para o desenvolvimento da sua organização

Publicado por administrador

8 de julho de 2022

Se você fosse questionado sobre o que é inovação corporativa, o que responderia? As respostas para essa questão podem ser diversas, dependendo da perspectiva de cada um.

Da forma mais fácil de explicá-la, inovação é todo processo aplicado de maneira arrojada na empresa com a função principal de facilitá-lo. Seja tecnológico ou organizacional, o processo surge a partir de novas ideias ou por tendências de mercado, e pode auxiliar a companhia a se destacar no meio em que atua.

Porém, mesmo que você já tenha identificado que isso é algo positivo para o seu negócio, neste artigo vamos entender melhor:

↠ Por que a inovação é tão essencial no meio corporativo?
↠ Como consigo aplicá-la?
↠ Como isso pode fazer parte do meu dia a dia?

Acompanhe até o final e confira o conteúdo completo!

 

O que é inovação?

O conceito geral de inovação é toda atitude que melhore processos ou produtos e serviços, existentes ou não. Vamos exemplificar: imagine que há um procedimento dentro da sua empresa para contratação de funcionários, mas ainda é muito burocrático, demorado e não tão ágil. A partir de uma ideia ou muitos estudos para que isso seja transformado, outro tipo de processo é aplicado para a contratação, facilitando a vida dos futuros colaboradores e da empresa. Agora imagine que não exista um processo de contratação, mas a partir de testes e novas ideias um novo processo é implementado.

Isso é inovação! Independentemente de ser aplicado um novo procedimento a algo já existente ou criar do zero, podemos considerar que ambos são “novos”.

O mais importante é entender que o objetivo principal de uma inovação é facilitar processos ou criar produtos que possam resolver problemas. Quando isso acontece, os processos se tornam mais rápidos, as tarefas são executadas até mesmo antes do prazo, há maior aproveitamento do tempo e pode, dependendo da área, reduzir custos e ainda destacar a organização no mercado.

Quando aplicamos isso a um produto, a função pode ser bem parecida. Inovar um produto é identificar o que pode ser melhorado, aprimorado, torná-lo mais competitivo e diferenciado no mercado.

Ainda pela definição do IBGE, inovação nas empresas é caracterizada pela introdução ou aprimoramento de um processo, produto ou serviço.

Neste vídeo, produzido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, você pode conferir depoimentos de colaboradores sobre o conceito de inovação para ampliar ainda mais seus horizontes. Veja:

 

Inovação é tecnologia, mas não se limita somente a isso

Quando pensamos em inovação, a primeira coisa que pode vir à cabeça é a tecnologia. Ela realmente tem papel fundamental para que processos sejam otimizados, mas não devemos nos limitar somente a isso.
“A tecnologia precisa ser vista como aliada em processos, não podemos nos ver reféns dela”, afirma Marcia Esteves, CEO da Lew’Lara\TBWA.

A tecnologia é capaz de trazer agilidade e acelerar processos, mas, para chegar até ela, é preciso adequá-la para o seu negócio. Para que novas ideias sejam aplicadas ao meio corporativo, deve-se estudar e observar o seu meio e as necessidades dos seus públicos, além de definir o caminho a ser seguido para que a tecnologia seja aliada aos processos da empresa.

Afinal, os principais motivos para a inovação são a facilitação de processos, a resolução de problemas e, consequentemente, o aumento do lucro ou até mesmo a redução de custos. Quando o seu produto ou processo soluciona um problema, ele cumpre o papel inicial, facilitando a vida de quem o consome ou se beneficia a partir dele.

 

Quais os benefícios da inovação nas empresas?

Os impactos da inovação corporativa não se limitam apenas a beneficiar a própria organização. Quando surge algo inovador a partir de ideias, toda a comunidade pode ser favorecida, seja aplicando processos parecidos, seja consumindo um produto que resolve algum tipo de necessidade.

A partir disso, podemos identificar diversas vantagens em trabalhar a inovação dentro da sua empresa. Veja:

Organiza processos: a partir da identificação de um processo que não está funcionando bem, a inovação tecnológica ou organizacional auxilia para que isso seja transformado em algo mais ágil e prático.

Agrega valor ao serviço/produto e aumenta a competitividade: esteja você lançando um produto inovador ou aplicando um novo processo na sua empresa, você está, de toda a forma, agregando valor ao que entrega. Um produto inovador é mais competitivo, e uma empresa com processos inovadores tem maior chance de reter talentos e manter colaboradores motivados.

Liberdade para criar: quando uma empresa valoriza a inovação, a liberdade para discutir e criar ideias ganha ainda mais espaço. Quando é possível ter autonomia para pensar em outras possibilidades, muito pode ser testado e discutido até que se chegue ao que se busca. O processo fica ainda mais produtivo quando a empresa valoriza a diversidade, pois pessoas com perspectivas diferentes que pensam juntas podem ter ideias brilhantes mais facilmente.

 

Leia mais sobre: Liderança Feminina e Recrutamento e Seleção

 

Aumenta lucro e reduz custos: se um processo é inovador, a tendência é que tenha mais destaque no mercado e, logo, pode conseguir mais lucro. Além disso, alguns processos e produtos podem ser avaliados de forma inovadora para a redução de gastos, o que também é benéfico para a empresa.

 

A pandemia ajudou a acelerar as inovações nas empresas?

A pandemia foi responsável por diversas modificações na rotina do trabalho de todo o mundo. Trabalhar remotamente sempre foi algo estudado pelas organizações contemporâneas, mas dificilmente era aplicado.
Com o isolamento social, de um dia para o outro, foi necessário adaptar escritórios inteiros, ilhas de trabalho dentro da casa de cada um, o que exigiu que muitas empresas se adaptassem às pressas.

“Foi necessário aplicar tudo muito rápido para que as coisas continuassem funcionando. Como adaptar cadeiras, máquinas, mesas para todos os colaboradores? Foi um desafio que todos precisamos enfrentar”, afirma Marcia Esteves, CEO da Lew’Lara\TBWA.

Em termos de inovação, o modelo de trabalho precisou ser adaptado e surgiu de uma necessidade, porém diversas melhorias foram descobertas no próprio dia a dia. A inovação foi muito presente nesse sentido: formas diferenciadas de trabalho, adaptações e processos foram ajustados a partir de uma nova realidade.

 

Quais os tipos de inovação dentro das empresas?

Segundo informações da Sydle, é possível dividir a inovação em três tipos:

– radical: capaz de mudar toda a dinâmica e realidade da sua empresa;
– incremental: aquela que adiciona novos métodos ou novidades para produtos ou processos já existentes;
– disruptiva: acompanha mais o mercado e possibilita atingir muito mais pessoas.

Dessa forma, é possível entender que inovação é um processo ou produto que pode surgir do zero, ser atualizado ou até mesmo extrapolar as linhas da própria empresa.

Exemplificando: é possível que uma inovação radical – algo que mude completamente uma rotina – passe a ser disruptiva se extrapolar as barreiras da sua empresa e se tornar algo altamente aceito pela sociedade. E, após isso, ela se torna incremental, sendo aprimorada com tempo de acordo com novas ideias ou necessidades.

Vale reforçar que os tipos de inovação são: de produto, serviço, processos, modelos de organização da sua empresa ou até mesmo tecnológica. Tudo depende quais serviços sua empresa consegue abranger para que algo novo seja criado ou aprimorado.

 

Como é possível aplicar a inovação na minha empresa?

Toda inovação nasce da liberdade de ideias e da necessidade de fazer diferente para facilitar processos ou nosso dia a dia. Grande parte da atitude inovadora envolve estar disposto a testar, descobrir e, é claro, errar.

A tolerância com o erro é um dos principais pilares da inovação, porque esse é um processo baseado em lidar com o desconhecido e explorar novos caminhos. Fazer diferente envolve tentar várias vezes, para que assim se possa aprender com os erros, enxergar o que deu certo e deve ser continuado, e o que deve ser descartado, ou aplicado em outro momento. É assim que podemos aprender. Por isso, incitar a liberdade de ideias é também incitar a amizade e leveza com os erros no processo.

Pensando nisso, existem alguns passos que podem ser seguidos para concretizar uma proposta. Confira!

↠ Invista no desenvolvimento estratégico de seus funcionários.
↠ Deixe seus colaboradores confortáveis para compartilhar sugestões.
↠ Capacite seus funcionários.
↠ Apoie e ouça! Novas soluções podem surgir do aprimoramento de um simples insight.

Agora que você já sabe o que significa inovação e como pode investir nisso para a sua empresa, que tal colocar em prática?

Deixe seu comentário

Comentário enviado para a moderação.

Por favor aguarde!

Assine nossa Newsletter

E-mail cadastrado com sucesso