O que é uma alimentação saudável e como posso começar a construí-la?

Confira como uma alimentação saudável pode influenciar positivamente na sua vida

Publicado por administrador

11 de julho de 2022

As discussões sobre hábitos benéficos ao corpo e ao bem-estar progrediram muito nos últimos anos. E isso é ótimo! São diversas as práticas – nada complexas – que podem auxiliar qualquer pessoa a manter a boa qualidade de vida. E alimentar-se bem faz parte dos principais pilares da saúde, que também envolvem o sono, a atividade física e a saúde mental.

A princípio, isso pode não parecer uma grande novidade. Afinal, a informação de que precisamos de uma alimentação rica e uma dieta equilibrada, com fonte de proteínas, verduras e legumes, já é muito difundida. Mas você já parou para pensar por que isso é tão importante e como é possível aplicar na sua vida?

Por isso, além das escolhas alimentares ideais, nesse texto iremos falar sobre:

• O que é uma dieta equilibrada?
• A relação entre alimentação e saúde
• Como ter uma boa alimentação
• Por que e como cuidar da higiene dos alimentos
• A importância da hidratação

Vamos lá? Fique até o final e confira!

 

O que é uma dieta equilibrada?

Ao ouvir essa expressão, muitas pessoas pensam em dietas regradas e complexas, onde só é permitido comer saladas e alimentos muito específicos. Algumas vão para outro extremo ainda pior: cogitam dietas milagrosas – com promessas de perda de gordura ou ganho muscular extremamente acelerado – que podem ser frustrantes, pois nunca entregam os resultados esperados.

Na verdade, a dieta equilibrada é construída a partir da ingestão de alimentos que sejam capazes de suprir as demandas do nosso organismo. Essas carências podem ser diversas, porque o organismo precisa de energia e inúmeros nutrientes, e cada um deles pode ter uma função diferente no nosso corpo.

Por isso, a alimentação saudável é um hábito construído com tempo e dedicação, dada a sua importância integral para a vida, e não apenas um conjunto de regras que dura por determinado período de tempo. Precisa ser um estilo de vida.

Quando abraçamos um estilo de vida saudável com uma dieta equilibrada, garantimos ao nosso corpo os insumos necessários para o seu funcionamento, sem impor grandes limitações em nossa rotina.
Precisamos lembrar que comer é um ato prazeroso e necessário à vida. Por isso, encontrar o equilíbrio é tão primordial. É necessário encontrar a dieta mais adequada para você, na qual caiba a sua forma de se alimentar.

Além disso, quando tornamos a dieta equilibrada em hábito, é mais fácil mantê-la a longo prazo. Podemos adequá-la para nossos gostos e rotina, sem restrições. O conceito de dieta equilibrada se torna algo muito pessoal, porque cada um tem as próprias necessidades e desejos. Aliás, pode variar até mesmo entre cada cultura.

Encontrar uma dieta equilibrada para você é também um caminho de autoconhecimento, pois permite que você entenda as necessidades do seu corpo e consiga encaixar na sua alimentação tudo que lhe dá prazer. Afinal, quem não gosta de poder se reunir com os amigos para comer uma pizza e tomar um vinho, por exemplo? Faz parte da vida!

 

A relação entre alimentação e saúde

Pensando que a alimentação saudável é essencial para que o corpo funcione corretamente, começamos a entender porque comer bem é também um ato de cuidado.

Além de interferir nas nossas reservas energéticas e na absorção de nutrientes, a alimentação influencia em todos os nossos órgãos, inclusive no cérebro. Que uma dieta desregulada diminui a qualidade de vida não é novidade, mas é preciso entender que ela afeta tudo. Afinal, o combustível para o nosso corpo está nos alimentos, e eles precisam ser muito bem escolhidos.

A má alimentação pode acarretar:

• baixa imunidade;
• piora no ciclo do sono e na concentração;
• doenças como infarto, diabetes, derrame e até mesmo câncer;
• letargia e piora no humor;
• perda de músculos;
• perda ou ganho de gordura;
• dores de cabeça;
• mau funcionamento intestinal;
• alteração nos níveis hormonais.

 

Leia também:  Higiene do sono e Os 4 pilares da saúde e como mantê-los em harmonia

 

Seja qual for o objetivo do momento – perder peso, ganhar músculos, baixar o colesterol, entre outros –, a alimentação será o pilar principal, porque é por meio dela que serão fornecidos todos os nutrientes necessários para o corpo. Por isso, não é exagero falar que as escolhas alimentares interferem muito na rotina de qualquer pessoa.

 

Como ter uma alimentação saudável

Se você já está pensando naquela tabela de valores nutritivos que fica atrás da embalagem de alguns produtos, vamos com calma. Isso também é importante, mas é preciso olhar além.

Antes de tudo, precisamos entender os cinco critérios da alimentação saudável de acordo com o Ministério da Saúde: acessibilidade, sabor, variedade, harmonia e coloração.

 

Acessibilidade

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a alimentação adequada não precisa ser cara. Para que seja possível manter uma dieta rica em nutrientes e melhorar a qualidade de vida, os alimentos não devem pesar nem no organismo, nem no bolso.

 

Sabor

A melhor maneira de convencer alguém a se alimentar bem no dia a dia é com alimentos saborosos. Se não conseguirmos aproveitar o que estamos comendo, é muito provável que abandonemos os novos hábitos em prol dos antigos. Reforçando: uma alimentação saudável precisa ser um hábito e, para isso, não pode ser desconfortável ou desagradável.

 

Variedade

Lembra que comentamos como o nosso organismo tem várias demandas para poder funcionar bem? Então, é difícil imaginar que um só tipo de alimento seria capaz de suprir todas, não é mesmo? Por isso, a dieta equilibrada precisa ser variada e contar com diferentes tipos de alimentos que ofereçam carboidratos, proteínas, vitaminas e afins. A melhor maneira de fazer isso é procurando um nutricionista, que pode auxiliar você a montar um plano especial de acordo com as suas necessidades e objetivos.

 

Harmonia

Harmonia é manter o equilíbrio entre quantidade e qualidade. Ninguém gosta de comer e ainda se sentir com fome, certo? Por isso, o ideal é garantir uma boa relação entre a quantidade de alimentos e a sua qualidade nutritiva. É necessário entender os sinais do nosso corpo, como saciedade e fome.
Coloração

Um prato colorido é rico em diferentes fontes de nutrientes. Os especialistas dizem que quanto mais colorido o prato, melhor. Além disso, eles são mais atraentes e instigantes, facilitando a manutenção da alimentação saudável.

Entendendo esses pontos, fica muito mais fácil começar a pensar e buscar uma boa dieta para o nosso organismo. Além disso, é muito importante conhecer a pirâmide alimentar. Essa é uma opção muito útil que organiza diferentes tipos de alimento – massas, frutas, verduras e legumes, por exemplo – com as quantidades e porções ideais.

É claro que essas quantidades podem variar de pessoa para pessoa, de objetivo para objetivo, e devem ser avaliadas por um nutricionista. Mas, para que você possa conhecer, veja abaixo a pirâmide alimentar geral.

 

Higiene dos alimentos é imprescindível!

Outro ponto essencial é a higienização e a preparação dos alimentos. É primordial saber escolher, preparar e conservar qualquer tipo de comida. Além disso, cuidados e higiene pessoal também são essenciais durante a preparação e a ingestão. Lavar as mãos para comer ou preparar uma refeição e higienizar os alimentos antes de ingeri-los é importante para que não haja contaminação provenientes do ambiente.

 

Escolhendo os alimentos

Uma sugestão geral é sempre preferir produtos naturais, ou seja, aqueles não processados. Já ouviu aquela famosa frase “descasque mais, desembale menos?” Então! Você deve colocá-la em prática sempre que possível. Muitas vezes, é inevitável recorrer a produtos processados ou industrializados. Nesses casos, o ideal é evitar grandes quantidades ou o consumo frequente. Com alimentos ultraprocessados, como salsicha, congelados em geral e salgadinhos, o cuidado deve ser redobrado.

Em relação a frutas, verduras e legumes, o ideal é sempre escolher aqueles que estão em temporada. Além de estarem mais baratos, também são mais frescos. E você, sabe como escolher bem frutas, legumes e verduras na feira ou no supermercado?

Para auxiliar você nesse processo, confira o vídeo disponibilizado pelo canal GNT, que ensina a melhor forma de escolher esses produtos fresquinhos no mercado.

 

Preparando os alimentos

O primeiro ponto a sempre estar atento é a higienização apropriada das mãos e dos materiais que serão utilizados. A falta de cuidado com esses fatores pode prejudicar a saúde de todas as pessoas que forem se alimentar, uma vez que os produtos podem estar contaminados com algum tipo de micro-organismo.

As frutas e verduras devem ser propriamente higienizadas com água filtrada para garantir a eliminação de quaisquer micro-organismos na sua superfície. Além disso, o cozimento auxilia a eliminar larvas de parasitas que podem causar doenças nos seres humanos. Por isso, principalmente ao consumir carnes, certifique-se de cozinhá-las bem.

 

Conservando os alimentos

Nesse caso, o recurso mais importante ainda é o olfato e a visão. Alimentos que não estão bons para ingestão costumam ter um odor muito forte e às vezes até cores diferentes.

No caso de alimentos que vêm embalados, o estado de conservação dos pacotes é outro importante indicativo. Não consuma nada que venha em embalagens enferrujadas, amassadas, violadas ou estufadas. E, é claro, verifique sempre a data de validade antes de ingerir algo.

 

A importância da hidratação

A água também faz parte da alimentação! Seu consumo é essencial para o organismo humano, e algumas das suas funções são:

• regular a temperatura;
• auxiliar nos processos de digestão e absorção de nutrientes;
• transportar substâncias;
• eliminar resíduos por meio da urina;
• promover a elasticidade da pele.

E aqui estamos apenas resumindo os benefícios da água para o nosso corpo, hein? Inclusive, já se hidratou hoje? Que tal pegar um copo de água enquanto termina de ler o texto?

Vários alimentos podem auxiliar em uma hidratação correta, como o pepino, a melancia, o tomate, a abobrinha, entre outros – todos são muito ricos em água.

Assim como a dieta equilibrada, a hidratação deve ser um hábito, principalmente no verão ou durante atividades físicas, levando em consideração que nesses momentos perdemos água facilmente.

Entenda: não devemos beber água apenas quando sentimos sede, porque isso pode ser um sinal de que o organismo está ficando desidratado. Para ajudar a manter esse hábito, além dos alimentos já mencionados, água de coco e suco de frutas naturais também são ótimos aliados para a hidratação.

A falta de água no corpo pode causar diversos problemas. Um dos mais comuns e conhecidos são as “pedras” nos rins, que se formam pelo excesso de sais e minerais não eliminados na urina, e são muito dolorosas. A boa notícia é que é fácil evitá-las: mantenha-se hidratado!

Lembre-se: a alimentação saudável é vital, mas só funciona em um organismo que também é muito bem hidratado. Além disso, é importante sempre fazer exercícios físicos, mesmo que leves, e cuidar da saúde mental.

Esperamos que este texto tenha ajudado a dar o ânimo que faltava para conquistar novos e melhores hábitos alimentares. Conte sempre com a ajuda de um profissional especializado para que ele possa auxiliar você nessa caminhada.

Deixe seu comentário

Comentário enviado para a moderação.

Por favor aguarde!

Assine nossa Newsletter

E-mail cadastrado com sucesso